Novidades do PIX em 2022

Economia

O PIX, sistema de pagamento instantâneo criado pelo BC, teve grande adesão pelos brasileiros - são 106 milhões de usuários e mais da metade das empresas no País. É utilizado inclusive nos pagamentos do comércio e principalmente para pessoas físicas; visto que as jurídicas passaram, em sua maioria, a pagar pelo serviço, que pode ser mais atraente que as taxas de TED e DOC, e com maior rapidez, mas que começou com isenção. E assim, vemos cada vez mais a digitalização da moeda.
Com apenas um ano de lançamento, o PIX ganhará novas funcionalidades em 2022. Este ano, ele já disponibilizou o Pix Saque, em que o cliente poderá fazer saques em qualquer ponto que oferte o serviço, como comércios e caixas eletrônicos, tanto em terminais compartilhados como da própria instituição financeira. Entre as novidades do próximo ano, haverá o Pix Troco: o cliente fará um Pix equivalente à soma da compra e do saque e receberá a diferença como troco em espécie. O extrato do cliente especificará a parcela destinada à compra e a quantia sacada como troco. Outras funcionalidades que devem chegar em 2022:
- Pix Offline: de acordo com o presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, essa modalidade ainda está em processo de avaliação, mas já está sendo testada com três tecnologias.
- Pix Aproximação: assim como com cartões de crédito, será possível fazer pagamento aproximando o celular da máquina de cartão, por exemplo.
- Débito automático: será possível colocar contas de luz e telefone, por exemplo, para serem pagas automaticamente com Pix.
- Pix Internacional: segundo Roberto Campos Neto, essa função ainda não tem data definida, mas o BC já conversa com a Inglaterra e Itália para permitir transferências internacionais instantâneas por meio da ferramenta.
Foto de Marcello Casal Jr/Agência Brasil - Fonte: Agência Brasil

COMPARTILHE:




Faça seu login e comente essa matéria