A eternidade em discussão

Reflexão

Acho que BOB MARLEY, apesar de brilhante, não tinha razão quando afirmou: “Não me importo se haverá o amanhã, pois me deram uma vida, não uma eternidade!” Em tempos de reclusão, é natural que algumas situações nos levem a pensar mais se realmente existirão outras vidas pós morte. Um assunto bastante misterioso e até hoje sem explicações. Quando esse é o tema, sempre me vem à mente que é uma das grandes provas de um DEUS soberano que nenhuma cabeça brilhante, em milênios, conseguiu decifrar.
Para mim, a ETERNIDADE vem através de nossos filhos, netos, bisnetos. Daí a importância da FAMÍLIA, da preservação e da união. A melhor definição de ETERNIDADE se chama SAUDADE. É a existência que permanecerá na mente. Cabe a cada um construir a sua ETERNIDADE. E isso se constrói com a nossa história, com exemplos de AMOR aos que nos rodeiam. Enquanto houver LEMBRANÇAS, estaremos VIVOS por toda uma ETERNIDADE.
Tudo que fazemos agora fará parte de nossa história e será fator definitivo quando formos lembrados pós morte. Contar histórias, hábitos e costumes de nossos ancestrais é uma grande colaboração e uma maneira de abrir portas para a ETERNIDADE de quem amamos. E o AMOR, que tem símbolo maior nas alianças que usamos após jurar perante DEUS a nossa escolha para construir uma família, foi exatamente a peça inventada no EGITO, porque, sendo um círculo, não tem fim e para eles significava a ETERNIDADE. Imagem de Gerd Altmann por Pixabay 

COMPARTILHE:
Faça seu login e comente essa matéria