O cansaço emocional que atormenta

Reflexão

Acho que nunca houve na história momentos em que as pessoas estivessem tão desanimadas, apáticas, cansadas de TUDO, do pouco, do insuficiente. Não é à toa que os consultórios de psiquiatria e psicologia estão lotados. Há um grande temor de que os que sobreviverem a esta guerra invisível passem o resto dos seus dias enfrentando as sequelas; não só os que tiveram o vírus, mas os que resistiram e abençoados por DEUS se livraram.
Um preço que custará mais caro do que se pode imaginar. Fomos acostumados à LIBERDADE, ao direito de ir e vir, que foram cassados sem que tivéssemos CULPA de nada. E aí surge aquele momento CRUEL onde damos espaço para a tristeza e nos deixamos entregar. Isso porque estamos cansados até de nós mesmos; afinal, não suportamos viver assim. E é exatamente dessa maneira que encontro pessoas: as que, dominadas pelo medo imposto pela mídia, viram seu tempo tão precioso passar e só deixar marcas de tristeza.
Talvez, o fato de sabermos que em outros países já é possível VIVER, não apenas EXISTIR, aumente a ansiedade e traga a perda das esperanças. E, neste momento, já não conseguimos entender muita coisa ou quase NADA. Estamos reféns do medo e, ainda por cima, nos tornamos frágeis, vítimas de um CANSAÇO EMOCIONAL QUE ATORMENTA, que sufoca e tira a esperança. Mais do que nunca, a FÉ em Deus é a única maneira para suportar momentos que parecem infindáveis. Imagem de PDPics por Pixabay 

COMPARTILHE:
Faça seu login e comente essa matéria