CLASS

 


   
  Esqueci minha senha | Ainda não sou assinante    

CLASS/TERRY

PAI = AMOR

Em tempos de luta pela igualdade de gêneros, pelas minorias, que muitas vezes não percebem que para vencer, e convencer, também excluem, diminuem, do mesmo jeito dos que rejeitam, falar em “Dia dos Pais” em menor proporção do que o “Dia das Mães” já não cabe. E nunca deveria ter cabido.
A criação demanda envolvimento de todos que se propõem a tal. Quem e quanto em cada papel? Não importa. O importante é estar no processo, de corpo, alma e coração. A composição familiar é cada vez mais ecléti­ca, cada ser humano é único, com qualidades e defeitos, e, se enten­dermos isso, sabere­mos que não há como ter padrões. Será cada um dando o seu melhor. Semelhanças? Sim! Mas, sempre haverá algo di­ferente na composição.
É como a matemática, se levarmos em consi­deração cada elemento que faz parte de uma conta: o resultado pode ser igual, mas as parcelas, ou mes­mo a ordem delas, não. Então, no final, o que devemos ter é a certeza de nosso empenho em dar o nosso melhor para aflorar o melhor do outro que está sob nossa tutela. Apenas fazer parte da genética que compõe um filho é a mínima parte para tornar alguém PAI ou MÃE. MÍ-NI-MA!
Assim, hoje quero homenagear aqueles que doam o melhor de si por um filho. Pais que fazem, ao seu modo, a diferen­ça, sem se preocuparem com padrões, doses, divisões, opi­niões. Que colocam todo o seu AMOR em atitude, silêncio, compreensão, repreensão, abraço, sorriso… que não me­dem esforços. Que torcem, amparam, deixam cair, ajudam a levantar. Que sentem algo inexplicável no co­ração quando o assunto é seu filho. Que só são completamente felizes com eles idem. Que fa­zem o necessário, seja o que for. Que dariam sua vida por eles, sem pestanejar. O que faz com que nos sintamos filhos é o AMOR que se propõem a nos dar, nas mais diversas nuances. E é assim que reconhe­cemos PAIS!
Felizes os filhos que têm alguém para cha­mar de PAI! Ao meu PAI, Jorginho, que, sem dúvida, honra esse tí­tulo, o meu obrigada – pelo AMOR, DEDICAÇÃO e pelo EXEMPLO. A CIDINHO, pai do meu filho, por dar não só o seu melhor nesta jornada, mas pela busca incansável de fa­zer cada vez melhor. FELIZ DIA DOS PAIS aos que AMAM seus filhos!



« VOLTAR

Deixe seu comentário