CLASS

 


   
  Esqueci minha senha | Ainda não sou assinante    

CLASS/ENTREVISTA

GANDINI: UM POLÍTICO FORA DO NORMAL

Por Jorginho Santos

Neste momento conturbado do mundo político, onde os CONTRAS superam os PROS, de repente me deparo com um que ocupa este cargo e me parece centrado em trabalhar e fazer de VERDADE o dever de casa de um político. Tivemos poucos encontros casuais em eventos; uma vez ainda quando ela era vereador, mas sempre me intrigava o quanto ele gozava de uma CONFIANÇA exacerbada do nosso prefeito, LUCIANO REZENDE.
Desde que me entendo por gente, vi muitos políticos criarem monstros para depois serem traídos na estrada do PODER. E ficaram inimigos de verdade! Não citarei porque alguns já nem existem mais. Vocês sabem, o PODER parece inebriante e transforma amigos em inimigos. Mas, vejo em LUCIANO REZENDE tanta confiança que marquei uma entrevista para conhecer melhor FABRÍCIO GANDINI e poder compartilhar com vocês. Afinal, pessoas assim estão em extinção e precisam ser valorizadas.

Quando perguntamos qual é o problema mais grave do País atualmente e como enfrenta o descrédito que a classe política vive hoje no Brasil, ele não pensou duas vezes: “Sem dúvidas, o maior problema atualmente continua sendo a CORRUPÇÃO.” E complementou: “Quanto ao descrédito, eu já nasci neste momento. Não cheguei a viver o auge dos políticos, onde eram praticamente blindados de tudo. Hoje, temos uma fiscalização maior através das redes sociais.”
TUDO COMEÇOU NO IFES - Com uma agenda sempre lotada, não foi tão fácil marcar alguns minutos para um bate-papo em seu gabinete 604 da Assembleia Legislativa. Mas, sempre solícito, nos encontramos numa manhã de segunda-feira. Começamos com o histórico pessoal: FABRÍCIO GANDINI AQUINO é casado com MORGANA e pai da linda MARIANA, de apenas 1 ano. É formado em DIREITO e tem mestrado em Gestão de Cidades pela Faculdade Cândido Mendes; e isso, talvez, justifique as suas atividades com grande êxito quando foi presidente da Câmara Municipal de Vitória.
GANDINI viu a luz da política em seu caminho quando ainda estudava no IFES. Tudo começou quando foi convidado para compor a Comissão de Cultura e Esporte. Naquela época, houve a intenção de aprovar uma lei que cortava a meia entrada para estudantes em eventos de entretenimento e cinemas, o que causou um grande alvoroço. Na hora de indicar quem poderia liderar o movimento para tentar derrubá-la, o escolhido da turma foi ele. GANDINI conseguiu milhares de assinaturas num abaixo-assinado e quando adentrou com uma multidão na ALES, conseguiu revertê-la. Ali, conscientizou-se de que aquele era o seu caminho.
OS PLANOS – GANDINI acumula conhecimentos e, como deputado estadual, vem atraindo líderes de bairros intermunicipais procurando se aprofundar nos problemas que fazem parte de sua meta de trabalho: ESGOTO, concessão da BR-101 e o PÓ PRETO. E se diz espantado com a realidade, por exemplo, no que se refere à rede de esgotos em bairros da Grande Vitória. Acha que sem uma necessidade prioritária como saneamento, ficamos travados em traçar outros planos para áreas como o TURISMO, por exemplo.
TRAJETÓRIA POLÍTICA - Na primeira tentativa, em 2004, embora não tenha ganho a eleição porque estava num partido forte, conseguiu contabilizar mais de 2 mil votos e ajudou a eleger outros candidatos. Já em 2008, chamou a atenção, sendo eleito com 5064 votos, e na terceira tentativa virou campeão de votos, com 8.955 – o que lhe concedeu o direito de presidir a Câmara de Vitória -, e ali também nasceu um relacionamento mais forte com o então prefeito LUCIANO REZENDE.
As suas ideias mudaram totalmente a CÂMARA DE VITÓRIA. De lá pra cá, o órgão ganhou credibilidade e nunca mais se viu notícias que pudessem comprometer a linha moral da casa. Por exemplo: GANDINI traçou um plano estratégico onde reunia líderes de Associação de Moradores de bairros e imprensa para um debate em seus projetos, dando-lhes livre-arbítrio para explanar suas opiniões até chegarem a um consenso.
Foi em sua gestão que ficou definido que para qualquer pessoa ser nomeada em cargos comissionados teria de apresentar certidão negativa criminal. E, embora não seja noticiado, há inúmeros registros de impossibilidades de assumir o cargo. O que, aliás, ajuda os vereadores com problemas futuros em escândalos quando descobertos em problemas que tramitam na justiça. Outra grande inovação foi a criação do ponto eletrônico para todos os trabalhadores, o que acabou de vez com os funcionários fantasmas.
No meio da entrevista, toca o telefone. Era o amigo, o prefeito de Vitória, LUCIANO REZENDE, que pediu para falar comigo (JORGINHO SANTOS) e disse: “Jorginho, você está diante de um cara de caráter, um ser humano diferenciado, que merece o nosso carinho e respeito!” O que na verdade só confirma o que já sabemos: a grande admiração mútua entre ambos.
Aproveito, quando desligo o telefone, e pergunto o que ele faria diferente de LUCIANO no comando da Prefeitura. Ele: “JORGINHO, nós, por incrível que pareça, temos, em alguns casos, pensamentos diferentes e discutimos; respeitando a posição de cada um. Mas, ninguém pode esquecer que LUCIANO pegou a pior fase para administrar a Prefeitura. Um déficit de R$ 54 milhões, deixado por JOÃO COSER, e ainda a perda da verba milionária do FUNDAP. Seria injusto negar o trabalho dele, que enfrentou tudo sem dar entrevistas culpando seus antecessores. Pretendo sim ser candidato a prefeito, e vejo uma grande diferença para quem for seu sucessor, uma vez que pegará um órgão totalmente organizado, com a estrutura que outros nem tentaram fazer e com verbas significativas nos cofres para dar continuidade a uma grande gestão. Só do BID, são US$ 500 milhões que darão possibilidade da realização de muitos projetos.
NOSSA OPINIÃO - Todo mundo sabe que não curto política e poucos políticos ganham a minha admiração. Mas, vi em GANDINI algo diferenciado: o desejo de acertar, de ouvir as pessoas, de realizar as prioridades de uma cidade. E só em demonstrar preocupação e admiração por outro político, sem ser submisso, de ter conhecimento das necessidades básicas da população e, principalmente, de ser, como LUCIANO, um político FICHA LIMPA, já merece uma atenção maior para acompanhar o seu trabalho e, quem sabe, batalhar para que venha a ocupar o trono da PMV nas próximas eleições.



« VOLTAR

Um Comentários

  1. Myrinha Vasconcellos disse:

    Excelente matéria com Fabrício Gandini. Um cidadão íntegro e de bom caráter.
    Merece todo o nosso apoio, pois faz parte de um seleto grupo de homens de bem
    Abraços

Deixe seu comentário