CLASS

 


   
  Esqueci minha senha | Ainda não sou assinante    

CLASS/TORPEDO

28/02/2019 16:00 pm

O DRAMA DA VELHICE

O sábio GABRIEL GARCIA MARQUES disse um dia que: “A SABEDORIA NOS CHEGA QUANDO JÁ É TARDE DEMAIS!!” Quem sabe a maioria das pessoas tenha se impressionado com a frase e inicia antes uma verdadeira guerra para se manter JOVEM? Na minha adolescência, senhores e senhoras que tinham seus 50 anos já eram considerados VELHOS. As mulheres usavam roupas para cobrir os braços, vestiam-se discretamente em modelos recatados. Os homens já usavam suspensórios, camisas sociais por dentro da calça e sempre cores neutras. Isso os diferenciava da juventude e acabou já há algum tempo. Não existe roupa para velhos e exclusivas para jovens.
A liberdade do estilo não obedece a idade em ambos os sexos. Consta que em 2020, no Brasil, já teremos mais de 30 milhões de idosos. E isso gerou um grande problema: muita gente não quer ser considerada como VELHA, não aceita o rótulo e a proibição de gozar alguns prazeres da vida mediante o tempo que viveu.  Segundo estudiosos, o maior problema da velhice advém justamente do fato que a maioria não se prepara para envelhecer. Não aceita a dependência. Chega a 49% os que temem que os filhos e netos os considerem um PESO em suas vidas. Porque é óbvio que, com o passar dos anos, tudo se modifica e somos limitados, surgindo problemas psicológicos, físicos e sociais.
No Brasil, são 17% os que acima de 60 anos não conseguem sequer fazer suas compras, frequentar eventos, ganhar o seu dinheiro para poder usufruir. Isso, fruto de uma má alimentação, de problemas insolúveis e até mesmo da vida difícil enfrentada sem nenhuma recompensa. Mas, além disso TUDO, parece que o maior problema no envelhecer esteja na aparência. Os consultórios de tratamento de pele, de rejuvenescimento, faturam milhões e nem sempre com bons resultados (veja fotos). Algumas pessoas se tornam irreconhecíveis na busca da juventude.
Lembro que a bela TÔNIA CARRERO, em uma entrevista, disse: “A VELHICE É A CERTEZA QUE O INFERNO EXISTE!” Isso demonstrava o quanto sofria à proporção que envelhecia. Eu vejo a velhice como um prêmio de DEUS. Como ignorar que é na velhice que você pode ver seus filhos se realizando em suas profissões, como ignorar a alegria de ver seus netos sorrindo, abraçando e agradecendo uma coisa tão simples, um chocolate, um sorvete? Tem coisa melhor que isso? Quem não envelhece, foi PROIBIDO de ter esses momentos lindos e que não custam absolutamente NADA. Concordo sim que envelhecer sozinho deve ser muito triste! ENVELHECER sem a família, sem ter ao seu lado quem você lutou tanto por dias melhores, também deve ser difícil. Mas, esse problema de rugas, da beleza que o tempo leva, é justamente o preço de viver. Por sinal, muito BARATO.
A velhice só existe mesmo quando se perde o interesse pela vida. Quem cultiva o AMOR no casamento, e entende que isso pode superar qualquer problema, não se prende ao fato que o seu companheiro(a) já não é mais aquela BELEZA que o atraiu. Isso justifica que na escolha da pessoa para nos acompanhar durante a vida não se pode colocar como prioridade a BELEZA porque um dia ela acabará. O caráter, a cumplicidade, o carinho, serão necessários até o último dia.
Para quem tem problema com a velhice, veja exemplos de uma D. HILDA CABAS, chiquérrima, lúcida, elegante e linda nos seus 90 anos, ocupando com maestria o cargo de Chefe do Cerimonial do Palácio Anchieta. Veja uma PENHA LIMA CORRÊA, figura das mais queridas da Ilha, sempre elegante, sorridente, circulando nos eventos nas madrugadas, nos salões do Itamaraty Hall, e agora fazendo PLIÉ nas suas aulas de ballet. Existe um tipo de beleza para cada idade. Muitos destruíram ou chamaram a atenção justamente por não obedecerem essa ordem. Separamos alguns casos que comprovam. Uns através de drogas, outros do álcool. Outras, pelo excesso de vaidade, deformando o rosto com aplicações de veneno. Aproveite bem os seus dias, em que idade for, você pode ser um velho, mas não é um defunto. A vida é bela! Belíssima!!!



« VOLTAR

2 Comentários

  1. Gustavo Varella disse:

    Caro Jorginho, dia desses ouvi de uma amiga querida, já forjada na experiência da vida bem vivida, que “IDADE é inexorável, mas VELHICE é opção”… brla lição de vida. Seu texto é singelo em coisas profundas, verdadeiro como tudo que é simples e intelectualmente honesto, e sensível como somente quem pensa com a alma livre pode ser. Vivemos tempos onde relações são descartáveis e tudo obedece uma velocidade vertiginosa que atropela os ciclos natirais da vida. O grande drama do ser humano é que quando ele se descobre sábio e compreende a essência da vida, na maior parte das vezes não tem muito tempo para viver sua descoberta! Vivamos nossas vidas buscando construir, acrescentar, fazer a diferença porque ao fim e ao cabo, é o que de melhor podemos fazer desse presente do criador.

    • Jorginho Santos disse:

      É isso, meu amigo Gustavo! A maturidade mostrou-me ainda que tardio, que não devemos perder tempo contestando NADA que não nos diz direito. Estou naquela de “deixa a vida me levar…” Abraços

Deixe seu comentário