CLASS

 


   
  Esqueci minha senha | Ainda não sou assinante    

CLASS/TORPEDO

22/12/2017 17:00 pm

POMPA E CIRCUNSTÂNCIA

Deixando a modéstia dormindo, devo lembrar que ninguém até hoje soube descrever tão bem o ser humano PENHA LIMA CORRÊA como este que vos escreve. E não tem muito tempo, foi na edição dos 25 anos da revista CLASS, na qual ela foi a principal homenageada e sendo capa. Aliás, ouvi isso ontem da senhora PENHOCA BROTTO, que, muito gentil, veio nos cumprimentar pela primeira vez e falou sobre isso.
Não vou repetir TUDO, apenas alguns motivos que permitiram que certamente ela tenha vivido aquela memorável noite, ocorrida ontem nos salões do seu próprio ITAMARATY Gastronomia, quando de surpresa foi recebida como uma rainha entre dezenas de lustres de cristal, mesas floridas, violinos em ação e uma plateia de admiradores que só ela, no seu segmento, conseguiu arrebatar. Acredito que até agora ela deve estar se beliscando se realmente viveu aquela noite de magnitude ímpar, de energia positiva, de emoção e lágrimas, desde a fala de sua irmã, Zilce Cabral, passando por uma retrospectiva de sua história no telão e os depoimentos belíssimos dos filhos.
Olha, meus caros amigos, chegar aos 80 anos assim é mesmo uma BENÇÃO concedida a muito poucos! Se não bastasse, houve ainda cenas de impacto, como uma bailarina na ponta dos pés adentrando o salão, lembrando uma de suas façanhas quando jovem, quando desafiou a ponta dos dedos para dizer que podia bailar sem nunca ter ido a uma aula. Bobagem… ali era apenas o comunicado que na sua vida, seja em qual ritmo fosse, ela sempre poderia transformar num baile e arrancar aplausos da multidão.
Logo depois, mais uma vez os aplausos ecoaram nos salões, quando dançou uma valsa com o professor de dança Paulo Balbino. E a emoção continuou a rolar quando foi soprar um bolo com oitenta velinhas, quando filhos e netos ajudaram a compartilhar de um momento mágico. Saímos dali felicíssimos (eu e Eliza), porque vimos a high capixaba reverenciar alguém que merece, porque fechamos o ano com uma noite como nos velhos tempos, com POMPA e CIRCUNSTÂNCIA.
Os nossos parabéns a Martha Paiva (na foto acima com Zirinha) e todos que colaboraram na montagem da noite espetacular, onde uma dama de 80 anos, que sabe viver a vida, provou que ainda é possível ser FELIZ!



« VOLTAR

Um Comentários

  1. Adriana saade disse:

    Jorginho, Q festa maravilhosa!!! Chorei diversas vezes, muito emocionante participar desta homenagem a Penha. N há presente melhor Q compartilhar a amizade e admiração Q todos temos por ela: uma rainha mesmo

Deixe seu comentário